quarta-feira, 31 de março de 2010


Se você quiser me contar seus segredos
Sou de todo ouvido.
Se os seus sonhos não derem certo,
Estarei sempre lá para você.
Se precisar se esconder,
Terá sempre minha mão.
Mesmo se o céu desabar,
Estarei sempre contigo.
Sempre que precisar de um lugar,
Haverá meu canto, pode ficar.
Se alguém quebrar seu coração.
Juntos cuidaremos.
Quando sentir um vazio,
Você não estará sozinha.
Se você se perder lá fora,
Te buscarei.
Te levarei prá algum lugar
Se precisar pensar.
E quando tudo parecer estar perdido,
E você precisar de alguém
Eu estarei sempre aqui.


Martha Medeiros

4 comentários:

  1. Lindo! Sortudo, esse teu amigo :).

    ResponderEliminar
  2. A Andança.

    Entro no Áspera Seda, onde o bom Michel luta contra o anonimato. No auto de um quadro de 782 faces eu encontro a Sofia, que está séria, é séria e curte poesia, curte a Clarisse. Ando mais um pouco, um clic, e estou em outro mundo. Ouço uma canção que não rima com nada e combina com tantas coisas. Vou. Vejo. Falo.

    Sou Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com e decidi escrever o diário da andança.

    ResponderEliminar
  3. Venho ao mundo de Sofia e vejo o quanto está perto do meu. Martha Medeiros teceu a carta de um carinho, um cuidado e um amor incondicional. Quem o recebeu, quem a inspirou certamente sentiu aconchego por todos os lados que poderia andar.

    Sofia, obrigado por sua atenção e seu carinho ao meu humilde blog!

    Abraço: Jefhcardoso

    ResponderEliminar